Internet - São Camilo
  • Marcação de Consulta e Exames: (11) 3172-6800
Hospital São Camilo
Blog São Camilo

Ver mais

Você sabe reconhecer os sintomas de um derrame?

Autor: Comunicação Corporativa Categoria: Dicas de Saúde

Você sabia que reconhecer os sintomas do Acidente Vascular Cerebral (AVC), também conhecido como derrame, assim como procurar socorro o mais rápido possível faz toda a diferença para salvar uma vida, assim como a redução de sequelas? Segundo especialistas, este tempo não deve ultrapassar 4h30 desde o início dos sintomas.

Tanto no AVC isquêmico - quando um coágulo ou placas de gordura interrompem o fluxo de sangue para alguma região do cérebro; quanto no hemorrágico - causado por um sangramento por hipertensão arterial ou ruptura de um aneurisma, os sinais apresentados são bem parecidos.

Normalmente a pessoa sente fraqueza ou dormência de um lado do corpo (inclusive rosto, braço ou perna); a boca fica torta; há perda de visão parcial ou completa em um ou nos dois olhos; a fala fica enrolada ou acontece a incapacidade de falar;  existe a dificuldade de compreensão; acontece um desequilíbrio e tontura, além da presença de dor de cabeça forte e intensa, sem causa aparente.

Identificado os sintomas, é importante que se procure imediatamente um hospital com atendimento de emergência em Neurologia para um diagnóstico rápido e tratamento adequado. Nos casos de AVC isquêmico, ao chegar rápido ao hospital é possível realizar um tratamento para restaurar o fluxo de sangue na região afetada do cérebro e diminuir a chance de sequelas.

Segundo Sandro Matas, neurologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, "perto de 50% dos pacientes que sofrem AVC ficam incapacitados e dependentes de um cuidador, serviços de assistência à saúde, serviços de reabilitação fisioterapêutica, fonoaudiológica e cuidados de enfermagem". Por isso o socorro rápido e o tratamento correto são fundamentais.

Alguns hábitos saudáveis podem também ajudar a prevenir o AVC. Confira abaixo algumas dicas:

  • Reduzir o consumo de sal, gorduras e álcool;
  • Adotar hábitos alimentares saudáveis, como: ingestão de mais frutas, legumes e verduras;
  • Realizar atividades físicas regularmente;
  • Controlar o peso corporal;
  • Controlar a hipertensão arterial, doenças do coração e diabetes;
  • Não fumar.​