Internet - São Camilo
  • Marcação de Consulta e Exames: (11) 3172-6800
Hospital São Camilo
Blog São Camilo

Ver mais

Estilos de vida inadequados podem ser gatilhos de câncer em idosos

Autor: Comunicação Corporativa Categoria: Dicas de Saúde

O câncer é uma doença de causa desconhecida, porém, há fatores que podem colaborar para o seu desenvolvimento. No caso dos idosos, os tumores são majoritariamente originados por maus hábitos e estilos de vida inadequados ao longo dos anos. 

Quem tem mais de 65 anos é 11 vezes mais propenso a desenvolver uma doença cancerígena do que pessoas com idade inferior, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

De acordo com a Dra. Aline Thomaz, Geriatra atuante na Rede de Hospitais São Camilo SP, com o avanço da idade e após ter vivido por décadas no sedentarismo, alimentação não saudável – principalmente rica em carne vermelha – e práticas como fumo e bebidas alcoólicas, aumentam as chances do surgimento do câncer.

Veja os principais sintomas que podem direcionar a suspeita de câncer na terceira idade:

- Emagrecimento inexplicado.

Falta de apetite.

​Alteração do hábito intestinal (diarreia ou constipação).

Perda de sangue pelas fezes.

Cansaço excessivo.

​Palidez ou pele amarelada.

​Quanto mais rápido for diagnosticado o câncer, maior será a probabilidade de um tratamento eficaz. Para isso, a Geriatra recomenda visitas médicas regulares para o monitoramento contínuo de doenças crônicas como a hipertensão, diabetes, osteoporose, entre outras.

Outra recomendação é estabelecer estratégias precisas para o tratamento do câncer, com o objetivo de priorizar pela qualidade de vida a partir do trabalho em conjunto de uma equipe multidisciplinar, são eles: geriatra, oncologista, cirurgião, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, nutricionista, odontólogo, assistente social e farmacêutico clínico.

Além disso, estudos comprovam que a forma como a pessoa recebe o diagnóstico de câncer faz enorme diferença em sua aderência ao tratamento. O acolhimento é fundamental, uma vez que em casos avançados, os cuidados paliativos podem ser a única alternativa.