Internet - São Camilo
  • Marcação de Consulta e Exames: (11) 3172-6800
Hospital São Camilo
Blog São Camilo

Ver mais

Enxaqueca: quando procurar um médico?

Autor: Comunicação Corporativa Categoria: Dicas de Saúde

A enxaqueca é uma doença de origem genética, cujo principal sintoma é a dor de cabeça de repetição, geralmente unilateral e pulsátil. Na maioria dos casos, a intensidade dessa dor é de moderada a forte e piora com atividade física rotineira. Ela pode ser acompanhada de outros sinais e sintomas neurológicos, como aumento de sensibilidade à luz e ao barulho, e sintomas gerais como náusea e/ou vômito.

O que é Enxaqueca com Aura?

Em algumas doenças como a enxaqueca, a aura é um tipo de sinal ou sintoma neurológico transitório. Basicamente é a sensação que você observa antes da dor de cabeça se manifestar. A mais comum é a aura visual, descrita como pontos brilhantes ou escuros em ambos os olhos.

Causas e Prevenção

As crises de dor de cabeça do tipo enxaqueca podem ser desencadeadas por uma grande lista de eventos: jejum, odores, exposição solar, barulhos, estresse, período pré-menstrual, privação de sono, sono excessivo, certos tipos de alimentos, etc.

Para ajudar a prevenir as crises, o Dr. Fabiano Moulin de Moraes, atuante na Rede de Hospitais São Camilo SP, recomenda a inserção de hábitos saudáveis como: evitar jejum prolongado, usar máscara apropriada para odores, usar óculos com lentes fotoprotetoras, aplicar técnicas de relaxamento, ter sono regular, evitar álcool e temperos artificiais, entre outros.

​Sintomas e Tratamento

Entre os sintomas da enxaqueca estão:

  • - ​Dor de cabeça com duração de 4 a 72 horas, unilateral e pulsátil.
  • Náusea e vômitos.
  • Sensibilidade à luz e ao som.
  • Irritabilidade.
  • Tontura e fadiga.
  • Sensibilidade ao movimento do corpo ou do ambiente.
  • Mudanças de apetite.
  • Problemas de concentração (dificuldade para encontrar as palavras).

Procure um médico especialista quando:

  • A dor de cabeça não melhorar, mesmo com medicação.
  • A crise for incapacitante e/ou debilitante.
  • ​A crise tiver duração superior a 3 dias.
  • A aura persistir após 1h.

Tratamentos preventivos específicos, para reduzir a frequência e a intensidade das crises, podem ser indicados pelo médico neurologista. Já no caso de crises de enxaqueca, o tratamento é de modo geral, composto por analgésicos e/ou anti-inflamatórios. Lembrando que sempre deve ser recomendado por um médico especialista. Não faça uso da automedicação!